domingo, 15 de setembro de 2013

Qual o caminho do programador?

A pergunta do título com certeza tem mais de uma resposta, se você está na área de desenvolvimento já sabe disso. Uma pessoa que escolhe ser programador, apesar de ter filtrado todas as possíveis áreas da tecnologia da informação (aka T.I.), ainda precisa se decidir dentro da área de desenvolvimento o que fazer, quais tecnologias usar, quais paradigmas dominar e por ai segue. Trilhar esse caminho da maneira correta, sabendo quais escolhas fazer, o quer deixar para trás e para onde ir é o que separa os que apenas trabalham na área dos que realmente gostam de programar.

Certa vez um instrutor de programação disse para uma turma de Java Enterprise da qual eu estava participando a seguinte frase: "Você pode gostar do que está fazendo, ou fazer o que gosta", infelizmente, muito do que vejo na área hoje em dia é que uma pequena parte dos profissionais realmente gostam de programar e escolheram isso como sua vocação para a vida. Uma segunda parte programa apenas porque é a sua profissão, fazendo disso um meio de vida e na medida do possível trabalhando da maneira mais correta possível, porém, essas pessoas não buscam inovar dentro da sua área, pois o objetivo profissional delas não esta alinhado com a área que segue. 

O intuito deste blog não é mostrar o caminho correto e nem dizer o que é certo ou errado, o intuito é mostrar a minha jornada dentro da área, minhas decisões, o que estou fazendo, meus códigos (eu quero encher o blog de códigos =D ) e também, é claro, as minhas frustrações. Pretendo seguir uma linha de temas variados, entre assuntos técnicos e profissionais, tudo o que está relacionado a nossa área (se você chegou até aqui, você é a resistência).

Apenas para acrescentar, hoje a minha linha de estudo se baseia na linguagem Java, porém gosto e uso outras linguagens, como Shell Script, C/C++, Perl, Informix-4GL e Python. Também gosto de eletrônica, que aprendi muito antes da programação e hoje sou um dos amantes da dupla Arduíno e Raspberry PI. 

Avante Programadores!

Nenhum comentário:

Postar um comentário